Poesia

Conversa, ditames, Endereço!

A centopeia vem andando nos ladrinhos da cozinha. O menino grita: Olha! A centopeia está magra e precisa comer. Os cães ladram para o vazio. O calor morno deixa aturdida as mentes e os tijolos estalam. E estala a centopeia com a morte repentina. E vem o choro! Piseeei na centopeeeeia! Acalma, criança, centopeias renascem. No mundo espiritual? E centopeias podem renascer híbridas? Se acalma, menino, fala coisas da sua idade: penso.  

Read More
Loading


Vanessa Brandão

Jornalista , mestre em Letras.

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES